top of page

VEREADORES TEM ATÉ SEXTA-FEIRA PARA TROCAR DE PARTIDO

Foto: Gazeta dos Bairros A janela partidária, período em que vereadoras e vereadores poderão trocar de partido para concorrer às eleições sem perder o mandato, se fecha nesta sexta-feira. Em Volta Redonda, um grupo de vereadores continua a saga para conseguir trocar da legenda atual para outra, em tempo hábil, sem que percam os prazos. Entres esses parlamentares estão Vair de Oliveira Moura, o Duré (Podemos), Fábio de Carvalho, o Buchecha (Podemos), Antônio Régio Gonçalves Dias, o Lela (Podemos), Halison Vitorino (PP), e Rodrigo de Ávila, o Nós do Povo (PL). O primeiro a se acertar foi o vereador Buchecha, que agora é integrante do Democracia Cristã (DC), que tem como referência o ex-presidente da Câmara, vereador Paulo Conrado. Outro que também já está em nova legenda é o líder do governo Neto na Câmara, Vander Temponi, que deixou o PRD (fusão do Patriota com o PTB), e agora está no União Brasil, ao lado do vereador Luciano de Souza Portes, o Mineirinho. E na toada do troca-troca partidário, o vereador Lela se ajeitou com o PSD, partido que tem como referência no Estado do Rio o prefeito da Cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. O vereador Duré disse, na tarde desta quarta-feira (03/04), que ainda estava a decidir por qual legenda disputaria a reeleição, mas deixou claro que ainda não poderia dizer quais seriam as opções. O vereador José Onofre, o Cacau da Padaria, deixou o PMB e se filiou ao Solidariedade, onde busca a reeleição em outubro. Quem deixou o PL e migrou para o PSDB foi o vereador Rodrigo de Ávila, o Nós do Povo. Ele vai tentar a reeleição pela legenda tucana, que passou a ser comandada pelo ex-prefeito Elderson da Silva, o Samuca. Samuca foi convidado pelo ex-senador e ex-governador de Goiás, Marconi Perillo, que é o presidente nacional da legenda. O ex-secretário e vereador, Washington Uchôa, bem como o suplente, Edinilson Azevedo, o Vampirinho, deixaram o Republicanos e seguiram para o MDB, onde ambos buscarão a reeleição. O vereador Paulo Roberto Docca, o Paulinho AP, deixou o União Brasil e foi parar no Agir, numa orientação do prefeito Neto. Por fim, quem ainda não definiu para onde vai é o vereador Halison Vitorino, que deixou o Progressista (PP) e não teria destino certo, até o fechamento desta matéria.

VEREADORES TEM ATÉ SEXTA-FEIRA PARA TROCAR DE PARTIDO

Saiba mais sobre por qual partido alguns vereadores de Volta Redonda vão tentar a reeleição em outubro.

bottom of page