top of page

PROJETO DE EFICIÊNCIA LIGHT AUXILIA MAIS DE 190 MIL FAMÍLIAS

Ideia era simples: trazer informação e consciência para que esses consumidores readaptassem seus consumos às suas possibilidades Ilustração: Divulgação Há 15 anos o projeto Comunidade Eficiente dava seus primeiros passos no Rio de Janeiro, levando o conceito e a prática da eficiência energética para as populações de baixa renda das comunidades cariocas. A ideia era simples, segundo publicado em site da 'Agência Canal Energia': trazer informação e consciência para que esses consumidores readaptassem seus consumos às suas possibilidades. Hoje a iniciativa da Light comemora seu aniversário com bons números e a certeza de sucesso na contribuição com a população dentro dos 31 municípios da área de concessão. Criado em 2003, o projeto integra o Programa de Eficiência Energética (PEE) da Aneel, tendo beneficiado já mais de 190 mil famílias. Somente no último biênio, o projeto recebeu R$ 9,2 milhões em investimentos e realizou atividades que ajudaram quase 32 mil famílias de baixa renda. Nos próximos dois anos a expectativa é que outras 70 mil também participem da proposta. Rainilton de Andrade Gomes, Superintendente de Relacionamento com Comunidades da Light, destaca o compromisso da companhia com desenvolvimento social da sua área de concessão, ajudando um pouco a construir um futuro melhor para essas comunidades. “As ações educativas do Projeto contribuem para que os nossos clientes possam entender sobre eficiência energética. É pela educação que conseguimos mudar hábitos”, ressaltou Ações O Comunidade Eficiente contempla diversas ações, entre palestras e eventos educativos de conscientização sobre o uso eficiente da energia e sobre os riscos e prejuízos com o furto de energia, que contaram com a participação de mais de 20 mil clientes de baixa renda nos últimos dois anos. Além disso, os consumidores beneficiados pelo programa também são favorecidos com a substituição de geladeiras, lâmpadas e chuveiros. Em 2017 e 2018, 27 mil clientes participaram da troca de 100 mil lâmpadas ineficientes por outras, mais eficientes. Outros 2.544 clientes tiveram seus chuveiros substituídos e 2.274 trocaram suas geladeiras. Entre as comunidades que participaram do projeto está o Terreirão, Z-10 (Ilha do Governador), Cantagalo, Santa Marta, Cidade de Deus, Babilônia, Batan, Complexo do Alemão, Morro dos Cabritos, Complexo do Borel, Chácara do Céu, Cosmos, Andaraí, Macacos, São Carlos, Santa Teresa e Rocinha. Outras atividades Além do projeto, a Light realiza uma série de outras atividades sociais, como, por exemplo o Light Recicla, criado em 2011 e que já concedeu mais de R$ 1 milhão em descontos nas contas de energia dos clientes e instituições sociais participantes, até dezembro de 2018. A iniciativa contempla os pilares da sustentabilidade (social, ambiental e econômico), ajuda a sociedade a tratar seus resíduos e evita que toneladas de lixo sejam descartadas diretamente no meio ambiente, possibilitando ainda a redução do valor da conta através dos descontos. Desde o início, já foram coletadas quase 10 mil toneladas de resíduo reciclável e mais de 72 mil litros de óleo de cozinha usados que seriam descartados sem tratamento adequado. Atualmente, a ação de reciclagem da Light disponibiliza 11 ecopontos no município do Rio de Janeiro e 1 na cidade de Miguel Pereira. São mais de 16 mil clientes e 95 instituições sociais cadastradas. Os endereços estão disponíveis no site da companhia.

PROJETO DE EFICIÊNCIA LIGHT AUXILIA MAIS DE 190 MIL FAMÍLIAS

Ideia era simples: trazer informação e consciência para que esses consumidores readaptassem seus consumos às suas possibilidades...

bottom of page