top of page

GRANATO CRITICA DISCURSO DE DELEY SOBRE CASO DO HOSPITAL VITA

"O que mais me assusta é que o prefeito da cidade, os vereadores da cidade, ninguém se pronuncia", disse o deputado federal Após conhecer o conteúdo do discurso proferido pelo deputado federal Deley de Oliveira (PTB) no plenário da Câmara dos Deputados, no dia 2 de maio, sobre o possível fechamento do Hospital Vita, o presidente da Câmara dos Vereadores de Volta Redonda, Washington Granato (PTB), reagiu com indignação. "O que mais me assusta é que o prefeito da cidade, os vereadores da cidade, ninguém se pronuncia", bradou o deputado em plenário. Granato afirmou que se tivesse acesso ao discurso antes, teria questionado sobre as críticas do parlamentar federal aos vereadores, antes de convidá-lo para a sessão ordinária que debateu e buscou esclarecimentos quanto ao problema. Washington Granato afirmou aos demais parlamentares, durante a sessão de quinta-feira (10/05), que se soubesse antes, não teria permitido a presença do deputado na Mesa Diretora, e muito menos teria lhe permitido a palavra, "já que se tratava apenas de uma permissão do soberano plenário para que apenas os convidados fizessem uso da palavra. Pelo visto, como já se tornou praxe, ele (Deley) é conhecido pelas palavras desconexas e ininteligíveis durante suas parcas aparições na Câmara", criticou em tom de ironia o vereador Granato. A revelação do fato provocou contrariedade coletiva entre os vereadores, inclusive em Nilton Alves de Faria, o Neném (PSB), primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores, e que faz parte do grupo político de apoio do deputado federal. "Enviei uma mensagem para o Deley pelo grupo que temos no aplicativo de comunicação instantânea. Falei com ele que ele estava desinformado, e que os vereadores foram os primeiros a se posicionar sobre o fato. Ele foi infeliz nas colocações feitas neste discurso", criticou o vereador. Outro vereador a se manifestar sobre o caso foi Sidney Teixeira, o Dinho (PEN-Patriota), que elogiou a delicadeza e postura do presidente Washington Granato para com o deputado federal. "Presidente, o senhor fez muito bem em não levantar a questão naquele momento, pois fugiríamos do principal e grave problema. Eu tinha conhecimento sobre o discurso, mas optei por não polemizar, pois não valeria a pena naquele momento", avaliou Dinho. Veja abaixo o conteúdo transcrito do discurso do deputado Deley de Oliveira sobre a possibilidade de fechamento do Hospital Vita: CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ Sessão: 096.4.55.O Hora: 15h24 Fase: BC Data: 02/05/2018 O SR. DELEY (Bloco/PTB-RJ. Sem revisão do orador.) "...Passo ao terceiro assunto, Sr. Presidente. Eu já falei várias vezes aqui sobre o processo de privatização. Em Volta Redonda, minha cidade, a CSN, a Companhia Siderúrgica Nacional foi privatizada. Eu posso dizer que ela foi entregue de mão beijada ao Sr. Benjamin. Ele ficou com uma boa parte das terras, fechou o escritório central, fechou vários campos de futebol. Agora ele diz que vai fechar o hospital que antigamente atendia os aposentados e os funcionários da empresa. Ele simplesmente vai fechar esse hospital!O que mais me assusta é que o Prefeito da cidade, os Vereadores da cidade, ninguém se pronuncia! Eu quero saber o que vai ser feito. Os hospitais, os privados e os públicos, já não conseguem atender a demanda que existe hoje.Eu quero saber do Prefeito de Volta Redonda, que se reúne com o Sr. Benjamin, que adora um dinheirinho do BNDES, como vamos fazer. Ele vai lá discutir a respeito de emprego. Mas é preciso lembrar que, quando se fecha o Hospital Vita, se desempregam mil pessoas. Além disso, é sensível o segmento da saúde.Sr. Presidente, eu estou aguardando as respostas e estudando o caminho. Nem que eu fique sozinho nessa luta, não vou deixar de incomodar esse senhor, que pega dinheiro direto no BNDES. Pode saber o Sr. Benjamin que nós vamos tomar alguma atitude.".

GRANATO CRITICA DISCURSO DE DELEY SOBRE CASO DO HOSPITAL VITA

"O que mais me assusta é que o prefeito da cidade, os vereadores da cidade, ninguém se pronuncia", disse o deputado federal Após conhecer...

bottom of page