top of page

GOVERNO NETO REÚNE ASSOCIAÇÕES DE MORADORES PARA TRATAR DE OP 2025

Primeiro encontro de seis contou tem por objetivo atender demandas dos bairros em relação a obras   Foto: Geraldo Gonçalves/Secom-PMVR A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão (Seplag), iniciou nesta segunda-feira (08/04) a série de encontros com representantes de associações de moradores e gestores do governo municipal para tratar sobre o Orçamento Participativo – exercício 2025. A primeira reunião aconteceu no auditório do Palácio 17 de Julho, no bairro Aterrado. “ É um momento de dividir com os interesses da comunidade o orçamento municipal. Primeiro essa etapa, depois as secretarias vão partir para a execução. Cada unidade administrativa vai receber suas demandas estabelecidas e priorizadas pelas comunidades e vamos começar a operacionalizar os compromissos, ou seja, começar a atender fisicamente ”, explicou a secretária municipal de Planejamento, Cora Peixoto.   O prefeito Antonio Francisco Neto (PP) participou do primeiro encontro com as associações de moradores e reafirmou o compromisso do Poder Público em continuar dando credibilidade para o Orçamento Participativo.   “ E nós não vamos conseguir fazer isso se não atendermos as associações de moradores, que são o maior parceiro que o Poder Público tem. O nosso combinado é atender o máximo que a gente puder. Hoje estamos com 300 obras em andamento, muitas praças estão licitadas para poder atender as reivindicações dos moradores. Quero agradecer, mais uma vez, a presença de todos e dizer que nós vamos fazer reuniões com todos os secretários para atender às reivindicações de vocês ”, anunciou o prefeito Neto aos presentes.   Essa participação de mais secretários e representantes do governo municipal foi uma solicitação do prefeito e da secretária Cora Peixoto, com o objetivo de integrar as demandas e resoluções para os pedidos dos moradores para as obras do Orçamento Participativo.   “ Além dos secretários que tradicionalmente têm demanda, como SMI (Secretaria Municipal de Infraestrutura) e o Saae-VR (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Volta Redonda), por exemplo, o prefeito pediu que todos os secretários participassem. Então a secretaria de Planejamento fez uma programação. Alguns tem ligação indireta, como o setor de Finanças. Por exemplo: ninguém pede um tapa-buraco ou limpeza de terreno a essa área, mas é ela que viabiliza o financiamento para a equipe da SMI fazer o serviço ”, explicou o diretor de Participação Social da Seplag, Jerônimo Telles.   DEMANDAS - As reuniões para tratar sobre o Orçamento Participativo acontecerão até a próxima sexta-feira (12), com diferentes representantes do governo municipal ao longo da semana. Neste primeiro encontro participaram o secretário municipal de Transporte e Mobilidade Urbana, Paulo Barenco; o diretor-presidente da EPD-VR (Empresa de Processamento de Dados de Volta Redonda), Edvaldo Silva; e o presidente da Fevre (Fundação Educacional de Volta Redonda), Caio Pinheiro Teixeira. A programação do dia contou ainda com representação das secretarias de Administração (SMA) e da SMI.   Os membros de associações de moradores aproveitaram a ocasião para estreitar a comunicação com as áreas presentes, inclusive tirando dúvidas sobre obras já correntes. Dentre elas, reforma de escolas, acesso a informações de secretarias, entre outros assuntos.   A presidente da Federação da Associações de Moradores (FAM), Fátima Martins, participou do primeiro encontro e falou sobre a importância do debate sobre o Orçamento Participativo que, segundo ela, é uma ferramenta a mais para a construção da cidade, de acordo com o que o morador entende como prioridade em termos de obras.   “ Nós, como um movimento comunitário, um movimento que defende as melhorias dentro da própria comunidade e, automaticamente, cada um cuidando do seu bairro, nós estamos ajudando a cuidar da cidade junto com o prefeito. Então a gente só tem a agradecer esses momentos que são bem democráticos, de construção, momentos de as secretarias nos ouvirem, nos atenderem. E agradecer ao prefeito Neto também, por continuar dando essa oportunidade, de a gente não perder esse orçamento participativo, que é muito interessante e fundamental para a construção de Volta Redonda ”, destacou Fátima Martins.   De acordo com a Seplag, os próximos encontros terão a seguinte programação prevista: terça-feira (09/04) – secretarias de Assistência Social (Smas), de Esporte e Lazer (Smel) e de Comunicação (Secom), além do Saae; quarta-feira (10/04) – secretarias de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SMDET), Fazenda (SMF) e de Políticas para Mulheres e Direitos Humanos (SMDH), além do Furban-VR (Fundo Comunitário de Volta Redonda) e da Cohab-VR (Companhia de Habitação de Volta Redonda); quinta-feira (11/04) – secretarias de Cultura (SMC), Educação (SME) e Saúde (SMS), além do Gabinete de Estratégia Governamental (Gegov) e IPPU (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano); sexta-feira (12/04) – secretarias de Ordem Pública (Semop), Meio Ambiente (SMMA) e da Pessoa com Deficiência (SMPD), além de Procuradoria Geral do Município (PGM) e Fundação Beatriz Gama (FBG).

GOVERNO NETO REÚNE ASSOCIAÇÕES DE MORADORES PARA TRATAR DE OP 2025

Saiba mais sobre o primeiro e os próximos encontro com o governo para demandar no Orçamento Participativo de VR.

bottom of page