top of page

ESPAÇO PROVISÓRIO DA UPA GANHA TANQUE DE OXIGÊNIO NO SANTO AGOSTINHO

Equipamento vai gerar economia aos cofres públicos. Atendimento durante a reforma da unidade será transferido para prédio Faetec no fim do mês Foto: Divulgação/Secom-PMVR Equipes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Volta Redonda estão finalizando a instalação de um novo tanque de oxigênio para abastecer o prédio cedido pela Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica) à prefeitura, que vai receber temporariamente os pacientes da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Santo Agostinho, durante a reforma da unidade de saúde. A base para receber o novo equipamento (com capacidade para 1.730 m³) foi construída pela secretaria de Infraestrutura (SMI). De acordo com o engenheiro Fernando Micheloni, que coordena esse trabalho de instalação dos gases medicinais da secretaria de Saúde, a opção por instalar um novo tanque em substituição aos atuais cilindros da UPA vai permitir uma economia aos cofres públicos. “ Mesmo que seja um espaço temporário, se utilizássemos os cilindros, o custo seria maior para abastecimento de oxigênio, sem falar na movimentação de caminhões. E como a reforma da UPA será uma obra considerada longa, a instalação do tanque vai gerar economia para o município ”, explicou Fernando, acrescentando que algumas instalações para distribuição de gases também permitiram menos custos para a prefeitura. “ Como existiam tubulações de oxigênio, de vácuo, de ar comprimido nunca usadas no prédio da SMS, onde funcionava o antigo Hospital Santa Margarida, conversei com a secretária de Saúde e aproveitamos parte desse material para fazer essas instalações. Com isso, a gente conseguiu reduzir o custo, que seria em torno de R$ 70 mil para aproximadamente R$ 18 mil ”, disse Fernando. Para receber o atendimento dos pacientes da UPA, o quarto andar do prédio da Faetec recebeu intervenções como instalação de divisórias em dry wall e portas para ajustamento dos espaços; revisão das estruturas elétricas, incluindo instalação de novo gerador; readequação da parte hidráulica com implantação de lavatórios em todas as salas e de chuveiros nos sanitários. Além de rede provisória de gases medicinais para as salas vermelha e amarela, o prédio também recebeu limpeza das calhas e coberturas das varandas; limpeza da área externa; pintura geral. “ A previsão é que a transferência dos atendimentos dos pacientes seja feita no fim do mês, entre os dias 29 e 31 de agosto ”, afirmou o coordenador da UPA Santo Agostinho, Israel Carlos. Com R$ 1,9 milhão em recursos já liberados pelo Governo do Estado, a UPA Santo Agostinho será totalmente reformada e ampliada. O objetivo é organizar os fluxos para melhor atendimento aos pacientes e seus familiares, e melhor condição de trabalho aos funcionários.

ESPAÇO PROVISÓRIO DA UPA GANHA TANQUE DE OXIGÊNIO NO SANTO AGOSTINHO

Equipamento vai gerar economia aos cofres públicos. Atendimento durante a reforma da unidade será transferido para prédio Faetec no fim...

bottom of page