top of page

AGLOMERAÇÃO É FLAGRADA NA POLICLÍNICA DA CIDADANIA DO ESTÁDIO RAULINO DE OLIVEIRA

Secretária de Saúde diz que funcionários do local dispersaram os usuários para que evitassem proximidade entre eles Fotos: Divulgação/Usuário A aglomeração de pessoas continua sendo o principal problema vivenciado neste período de combate à pandemia da Covid-19 pelos governos municipais do Brasil. No entanto, quando a aglomeração se dá justamente num local diretamente ligado à área de saúde da cidade, isso é um flagrante sinal de que a fiscalização está deficiente. No ditado popular muito conhecido, podemos dizer: "Casa de ferreiro, espeto de pau". Este é o caso da Policlínica da Cidadania Bernardino de Souza, localizada no Estádio Sylvio Raulino de Oliveira, no bairro Jardim Paraíba, em Volta Redonda. Na última segunda-feira (12/04), o que se viu foi uma fila extensa e aproximadamente 300 pessoas dividindo espaço estreito no hall de entrada da unidade de agendamento de consultas e atendimento com médicos especialistas. Como as consultas médicas prévias realizadas nas Unidades Básicas de Saúde da Família, e em postos de saúde, estão cada vez mais restritas e sem profissionais que garantam o atendimento, as aglomerações parecem ainda estarem longe do devido controle. A secretária de Saúde, Conceição de Souza, por meio da Assessoria de Comunicação do governo municipal, amenizou a situação com a seguinte resposta: " A aglomeração registrada nesta segunda-feira (12/04), na Policlínica da Cidadania, foi em decorrência da abertura de agenda para marcação de consultas médicas. Para evitar a disseminação do novo coronavírus, a concentração de pessoas foi dispersada por funcionários. Outro método de marcação de consultas será feito para impedir aglomerações ".

AGLOMERAÇÃO É FLAGRADA NA POLICLÍNICA DA CIDADANIA DO ESTÁDIO RAULINO DE OLIVEIRA

Secretária de Saúde diz que funcionários do local dispersaram os usuários para que evitassem proximidade entre eles Fotos:...

bottom of page