top of page

SINDICATO AMPLIA HORÁRIO PARA CLIENTES DO COMÉRCIO DE VOLTA REDONDA

Foto: Divulgação

O Sindicato do Comércio Varejista de Volta Redonda (Sicomércio-VR) informa que as lojas de rua estão autorizadas a funcionar neste sábado (07/08), véspera do Dia dos Pais, até as 18h30min, para atender os consumidores que deixaram para comprar os presentes de última hora. Segundo o presidente do Sicomércio-VR, Jerônimo dos Santos, o objetivo da ampliação é possibilitar mais tempo para quem for às compras, sem que haja aglomeração. Os shoppings também funcionam em horário normal tanto no domingo, quanto no sábado.

Acreditamos que, com um horário estendido, as pessoas vão ter mais tranquilidade para comprar e escolher com calma os presentes. Reforçamos que o comércio está seguindo as medidas preventivas, como uso do álcool 70%, máscara e respeitando o distanciamento social”, comentou. Ele acredita que o sábado deve ser de maior movimento, uma vez que muitas pessoas que trabalham em outros setores durante a semana aproveitam este dia para realizar as compras. “O tíquete-médio com gastos com presentes para a data deve girar em torno de R$ 200,00”, disse.

Segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas de Volta Redonda, as vendas deste ano para a data devem ser entre 15% e 20% maiores do que em 2020, levando em conta a retomada da economia, com mais geração de empregos na cidade, que teve saldo positivo no primeiro semestre de quase 2 mil vagas. Além disso, o avanço da vacinação e as pessoas cumprindo as medidas preventivas e a redução de casos da Covid-19, com a cidade na bandeira amarela (risco baixo), trouxe um pouco mais de otimismo para quem trabalha no setor e também para o consumidor. “Neste ano, também, o comércio está com horário normal, estamos vendo a economia voltando a um patamar de recuperação de antes da pandemia, com as pessoas mais seguras e voltando a comprar. Nossa expectativa é boa, porque já tivemos boas vendas para o Dia das Mães e Namorados”, afirmou Gilson de Castro, presidente da CDL-VR.

RETOMADA - A reabertura completa das atividades comerciais e o avanço da vacinação em todo o país parecem trazer também um cenário de aquecimento das vendas para o Dia dos Pais. De acordo com levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer Wise Pesquisas, 67% dos consumidores pretendem comprar presentes no Dia dos Pais este ano. O número representa um aumento de nove pontos percentuais em relação a 2020.

Na prática, isso significa que aproximadamente 107,7 milhões de pessoas devem comprar presentes para entregar a seus entes queridos no segundo domingo de agosto, retornando ao patamar pré-pandemia. Segundo o levantamento, os consumidores pretendem comprar, em média, 1,9 presentes, com um tíquete-médio em torno de R$ 207,00 por item. Com isso, estima-se movimentar no comércio cerca de 22,35 bilhões de reais, um crescimento de 25% em relação a 2020, sem considerar os efeitos da inflação. Entre aqueles que pretendem gastar mais, 56% pretendem comprar presentes melhores, 32% acreditam que os preços dos produtos estão mais altos e 28% querem comprar mais presentes.


ITENS DE VESTUÁRIO LIDERAM RANKING

DE PRESENTES PARA 'DIA DOS PAIS'


Assim como no ano passado, as roupas correspondem à maior parte das intenções de compra para a data (50%), seguidas de perfumes e cosméticos (43%), calçados (36%) e acessórios (29%), como meias, cinto, óculos, carteira e relógio.

A grande maioria dos consumidores (83%) pretende pagar o presente à vista, principalmente no dinheiro (34%), no cartão de débito (27%) e no PIX (22%). 36% preferem pagar à prazo, principalmente, com parcelas no cartão de crédito (32%). A média geral é de 3,9 prestações.

De acordo com a CNDL, o brasileiro parece também estar se sentindo mais seguro para voltar às compras presencialmente. Quase metade dos consumidores (47%) afirmaram que se sentem em segurança para realizar compras em lojas de rua, um aumento de 18 pontos percentuais em comparação ao ano passado. Nessa mesma direção, 50% disseram que sentem-se seguros para fazer compras no shopping, um crescimento de 21 pontos percentuais comprando com 2020.

O cenário de vacinação tem trazido ao país uma sensação de mais segurança para que a população realize suas atividades e o varejo conta com a data para aumentar as vendas após um ano tão difícil para o setor. O Dia dos Pais é um termômetro para o início do processo de contratação da mão de obra temporária pelo comércio no segundo semestre e a expectativa é realmente de uma retomada econômica”, afirma o presidente da CNDL, José César da Costa.

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Anúncio Geleias.jpg

Postagens Recentes

® Copyright
bottom of page