top of page

SECRETARIAS ATUAM EM REPAROS A DANOS PROVOCADOS PELAS CHUVAS EM BARRA MANSA

Defesa Civil e Saae também percorrem bairros atingidos por deslizamentos, desabamentos e alagamentos

Fotos: Divulgação e Felipe Vieira/Secom-PMBM

A sexta-feira (07/01) em Barra Mansa começou com limpeza e reparos, devido aos danos causados pelas chuvas que atingiram a cidade entre o fim da tarde e início da noite de quinta-feira (06/01). Desde o início das ocorrências, equipes de Secretarias Municipais, Defesa Civil e Saae percorrem localidades como Nova Esperança, Jardim Primavera, Vila Principal e Vila Coringa, onde os casos mais graves foram registrados.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, João Vitor da Silva Ramos, a partir das 17h de quinta-feira, foram registrados acumulados de chuva de 45,6mm no bairro Nova Esperança; 37,8mm no Metalúrgico (Região Leste) e 20mm na Vila Nova. As localidades possuem sirenes com pluviômetros. Ele também enumerou as ocorrências registradas pelo órgão:

No Nova Esperança houve um deslizamento de terra com queda de muro e barro sobre via pública; ocorrência de alagamento na Vila Principal; transbordo do Rio Barra Mansa no Nova Esperança e no Jardim Primavera; queda de uma passarela (construção particular) na Vila Coringa - que está interditada pela Defesa Civil há mais de um mês e que gerou alertas das nossas equipes sobre o risco de desabamento”, enumerou João.

A passarela da Vila Coringa, situada na Rua Ernesto Duarte, dá acesso a nove casas. A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos já ofertou aluguel social às famílias residentes no local e reforçaram a necessidade delas deixarem suas residências, pois há risco de desabamento.

DESLIZAMENTO - Como está chovendo há quase 20 dias seguidos em Barra Mansa, desde o dia 20 de dezembro, as áreas de encostas estão com alto acúmulo de água, o que vêm gerando ocorrências de deslizamento, como a ocorrida nesta quinta-feira, no Jardim Primavera.

Enxurrada e terra entraram em algumas casas da Rua Bernardo Manoel da Silva. As famílias conseguiram salvar seus pertences e não chegaram a ficar desalojadas ou desabrigadas. Mas, prontamente, assim como no bairro Nova Esperança, onde houve alagamento da Rua Florianópolis devido a transbordamento do Rio Barra Mansa, equipes da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos estiveram no local prestando auxílio aos moradores”, destacou a gerente de Proteção Básica da Secretaria, Cátia Batista.

Equipes do Saae também compareceram prontamente aos locais para providenciar a limpeza das vias e retirada de entulhos. Na manhã desta sexta-feira, os trabalhos continuam nos locais.

Estamos com dificuldade de tirar o material devido a terra estar muito líquida ainda. Acreditamos que até às 16h de hoje, se não chover de novo, terminaremos os serviços. Já retiramos oito caminhões de lama da Rua Bernardo Manoel da Silva, somando 60 toneladas”, explicou o coordenador Administrativo Financeiro do Saae-BM, José Geraldo Mattea Salgado Santos, o Zeca.

Em seguida, equipes do Saae-BM vão iniciar a limpeza da Rua José Henrique Batista, no Roselândia II, onde houve deslizamentos de terra. Os trabalhos devem ser concluídos neste sábado (8). A estimativa é de que 150 toneladas de terra serão retiradas do local - o que corresponde a 20 caminhões.

NÍVEIS DOS RIOS - Apenas o Rio Barra Mansa transbordou na noite de quinta-feira, nos bairros Nova Esperança e Jardim Primavera. O Rio Bananal chegou ao limite, na altura dos bairros Colônia e Santa Maria II. Já no Paraíba do Sul equipes da Defesa Civil registraram a cota de 3,20m, sendo que o nível normal é de 2,50m.

De acordo com dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), há previsão de chuvas para Barra Mansa até o próximo dia 11, na classificação de leve a moderada, podendo chegar até 25mm para o dia todo.

O secretário de Ordem Pública, capitão Daniel Abreu, destaca que equipes da Guarda Municipal também atuam durante as ocorrências. Inclusive foram enviadas às vias alagadas na nesta quinta-feira para orientar os condutores e evitar possíveis acidentes e danos.

Neste período de chuvas, acompanhamos e atuamos diuturnamente, visando dar toda assistência possível à população e mitigar possíveis prejuízos e riscos. Estamos com todo sistema de Sirenes de Alerta em funcionamento e com nossos guardas municipais e agentes da Defesa Civil prontos para apoiar a população, se necessário”, disse o secretário.

Capitão Daniel Abreu também destacou o trabalho de monitoramento das equipes. “Estamos diariamente nas áreas de risco da cidade para antecipar possíveis ocorrências, como o transbordamento de rios que cortam nosso município (Barra Mansa, Bananal e Paraíba do Sul)”.

As pessoas que precisarem de auxílio ou que puderem informar possíveis situações de risco podem acionar a Defesa Civil através do telefone 199 ou a Guarda Municipal, pelos números: (24) 3028-9339 ou 3028-9369.

Comentarios

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación
Anúncio Geleias.jpg

Postagens Recentes

® Copyright
bottom of page