top of page

JUIZ DE VARA CRIMINAL INTIMA PREFEITO A COMPARECER À AUDIÊNCIA NO FÓRUM

Foto: Reprodução

O prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable (União Brasil), foi intimado pelo juiz da 2ª Vara Criminal de Barra Mansa, Willian Satoshi Yamakawa, a comparecer à audiência na tarde desta quinta-feira (24/08), para prestar esclarecimentos sobre o processo 00100600-76.2020.8.19.0066, do auto de infração de prisão em flagrante nº 921-00134/2020, registrado no dia 14 de julho de 2020, na 90ª Delegacia Policial. O caso em questão é referente à posse ilegal de arma de fogo sem registro, que estava com o prefeito, na casa dele.

A reportagem do Gazeta dos Bairros procurou, durante uma semana inteira, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Barra Mansa, para que o prefeito pudesse comentar sobre o assunto. A resposta foi de que "não haveria tempo hábil para responder".

A arma em questão foi descoberta durante busca e apreensão na operação deflagrada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Polícia Civil, com o objetivo de levantar informações para investigar uma denúncia de um suposto esquema de propina em que o prefeito teria oferecido dinheiro a vereadores para que as contas públicas fossem aprovadas em votação no Legislativo.

Na época, o Tribunal de Justiça determinou que o prefeito e o então presidente da Câmara, Paulo Afonso Sales Moreira da Silva, o 'Paulo Chuchu' (União Brasil), fossem afastados dos cargos. A prefeitura de Barra Mansa emitiu, à época, nota dizendo que Rodrigo Drable teria sido "acusado indevidamente", e que se tratava de uma "manobra política" e que "o corpo jurídico do município estava trabalhando na elucidação dos fatos". Rodrigo Drable chegou a ser preso em flagrante, por estar em posse de uma arma de fogo sem o devido registro. Ele foi liberado mediante pagamento de fiança.

Na época, um vídeo foi divulgado amplamente na imprensa regional mostrando como teria sido o suposto esquema de propina. Na gravação, o ex-vereador Zélio Resende, o 'Zélio Show' (PRTB), apresenta ao colega parlamentar, Gilmar Lelis do Carmo (Cidadania) uma proposta de R$ 30 mil, dinheiro que teria sido oferecido por Rodrigo Drable para que ele votasse a favor da aprovação das contas públicas do município em sessão na Câmara Municipal.

A votação aconteceu em sessão na Câmara Municipal no dia 12 de maio de 2020. Na ocasião, as contas públicas foram aprovadas por 14 votos a favor e cinco contra. Rodrigo Drable, Zélio Show e Paulo Chuchu ficaram afastados dos respectivos cargos, porém reconduzidos, após decisão do Supremo Tribunal Federal, no dia 31 de julho daquele ano.


Abaixo, cópia do mandado de intimação:

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Anúncio Geleias.jpg

Postagens Recentes

® Copyright
bottom of page