top of page

CRUZ VERMELHA DE BARRA DO PIRAÍ É REFERÊNCIA ESTADUAL EM CUIDADOS PALIATIVOS

Foto: Divulgação

Ao instalar a Câmara Técnica em Cuidados Paliativos do Rio de Janeiro, a Secretaria de Estado de Saúde reconheceu a filial da Cruz Vermelha de Barra do Piraí como referência neste setor. O evento de criação do comitê ocorreu na terça-feira (19/03), e contou com a presença de representes da unidade barrense, bem como da secretária de Estado de Saúde, Cláudia Marias Braga de Mello, e outras autoridades em saúde. Além do hospital, participam do grupo mais 11 instituições, que trabalham com cuidados paliativos no estado.

De acordo com a Resolução nº729/2023, publicada pelo Ministério da Saúde, a política de cuidados envolve tecnologia que cuida de pacientes com doenças crônicas e em terminalidade, onde a Medicina Convencional não atua mais. De acordo com o documento, são pacientes fora de possibilidade terapêuticas. E a Cruz Vermelha de Barra do Piraí é referência para quatro regiões fluminense: Sul, Metropolitana, Baixada e Baía da Ilha Grande.

Agora, com a criação da Câmara Técnica, devido a sua expressão, o hospital – que está sob a intervenção da Prefeitura de Barra do Piraí – vai atuar no grupo com instituições de “peso” e renome, como a Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz) e o Instituo Nacional do Câncer (Inca), bem como organizações não governamentais, para discutir e implantar toda a política de saúde que envolva esta assistência, com ação, atuação e aplicação de qualquer conduta definida de práticas em cuidados paliativos, sendo, a Cruz Vermelha, a maior autoridade nesse sentido no estado.

Os cuidados paliativos respeitam o tempo natural de vida, sem invasão desnecessária ao paciente, dando o direito e dignidade na condição finita de vida, com mais naturalidade possível, sem intervenções que geram sofrimento. Isso se chama ortotanasia, que é o tempo correto do falecimento. E tem ainda a distanasia, mantem em vida sem perspectiva de vida”, explica o gerente administrativo da Cruz Vermelha, Ricardo Esperança.

Além de Ricardo Esperança, como titular, participa da Câmara Técnica o diretor médico da instituição, Joaquim D’Almeida. A interventora da Cruz Vermelha e secretária de Comunicação da Prefeitura de Barra do Piraí, América Tereza do Nascimento, lembrou da tecnologia do cuidar, difundida pela Cruz Vermelha e que foi reconhecida pelo Governo do Estado. Ela aponta que a Câmara Técnica é um “grande avanço, já que, pela Organização Mundial da Saúde, a OMS, em 2030, o Brasil será o terceiro maior país em idosos do planeta”.

Dentro dessa política, é uma visão diferenciada para resolver os problemas de saúde pública, a primeira voltada para a pessoa idosa. Hoje, as doenças crônicas são as que mais matam, mas são naturais, e estão inerentes à pessoa idosa. Barra do Piraí se apresenta como expressão nesse tratamento. Fico muito feliz em estar interventora na Cruz Vermelha barrense; estar sendo visto e reconhecido se torna um fator importante”, comemora a interventora.

O prefeito Mario Esteves (MDB) relembrou a importância de intervir na Cruz Vermelha de Barra do Piraí, para, assim continuar um trabalho de excelência. “A Cruz Vermelha, antigo Pronto Socorro, merecia um olhar carinhoso e caridoso da administração municipal. Como havia sido feito com a Santa Casa – e que ainda é com o Maria de Nazaré, a Pérola do Vale -, entramos nessa ‘briga pela gestão da Cruz Vermelha’, possibilitando continuar este serviço do cuidado. Costumo dizer que as pessoas precisam ter dignidade até o final de suas vidas. E este hospital aponta para este caminho. Os barrenses precisam ser gratos ao Governo do Estado pelo reconhecimento deste importante trabalho”, frisa Mario.

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Anúncio Geleias.jpg

Postagens Recentes

® Copyright
bottom of page