top of page

BARES DA PRAÇA DA COLINA SÃO INTERDITADOS POR FORÇA-TAREFA

Estabelecimentos no Vila Rica/Jardim Tiradentes também estariam descumprindo decretos municipais

Foto: Divulgação/Secom-PMVR

Dois bares foram interditados, no domingo (19/07), na Praça Celso Fonseca de Castro, no bairro Colina, e estavam descumprindo as medidas que fazem parte dos decretos municipais de combate ao novo coronavírus. Segundo a força-tarefa, formada pela Guarda Municipal, secretarias de Fazenda (SMF) e de Segurança Pública (Sesp), Vigilância Sanitária, além das polícias Militar e Civil, havia aglomeração de pessoas e muitos frequentadores estavam sem máscara.

Segundo o relatório da força-tarefa, em um dos bares, havia aproximadamente 40 pessoas sem máscaras. Além disso, o estabelecimento disponibilizou mesas na calçada e vendia bebidas para os clientes que estavam em pé. O bar foi autuado e interditado. O outro estabelecimento comercial, apesar de não ter pessoas em seu interior, disponibilizou mesas e cadeiras na calçada, na praça, e vendia para clientes sem máscaras e que estavam consumindo em pé. Havia cerca de 30 pessoas no entorno do bar, que também foi autuado e interditado.

PAGODE - Já na Praça Eternos Amigos (Rodo), no bairro Vila Rica/Jardim Tiradentes, moradores denunciaram, na noite de domingo, a realização de um pagode, onde todo os participantes estavam sem mascara e aglomerados. No local funciona um bar, onde a suposta proprietária, e uma funcionária, estariam atendendo clientes sem o uso de máscaras. "Ligamos para o 156 e nos foi dito que muita gente já havia ligado. Porém, nada foi feito pelos responsáveis pela tal força-tarefa", disse uma moradora. "Dessa forma, de que adianta fazer isolamento social, enquanto um bando de irresponsáveis coloca a vida de todos em risco", completou.

A ação faz parte da estratégia da Prefeitura de Volta Redonda para conter o novo coronavírus na cidade. As fiscalizações são baseadas nas denúncias realizadas pela população sobre descumprimento das normas sanitárias ou aglomerações de pessoas durante o funcionamento das atividades econômicas, através da Central de Atendimento Único (CAU), pelo telefone 156, e também pelo aplicativo Fiscaliza VR.


Anúncio Geleias.jpg

Postagens Recentes

® Copyright
bottom of page