top of page

ARTESÃOS DA REGIÃO TÊM AGENDA MOVIMENTADA NESTE FINAL DE ANO

Em Resende, ganham espaço especial; na cidade do aço houve encontro regional, e em Barra Mansa, preparam a Mega Feira

Foto: Carina Rocha/CCS-PM Resende

Os profissionais do setor de artesanato do Sul Fluminense terão agenda cheia de eventos e também ganham novo espaço para comercializarem seus produtos. Nas cidades de Barra Mansa, Resende e Volta Redonda estão programados a Mega Feira de Artesanato de Barra Mansa, no Centro; o Encontro Regional de Artesanato do Médio Paraíba, em Volta Redonda; e a abertura de um novo espaço para exposição e venda dos produtos produzidos pelos artesãos de Resende.

Com a chegada do período de compras de natal, a Prefeitura de Resende, através da secretaria municipal de Indústria, Comércio e Turismo, preparou um espaço especial dedicado aos artesãos do município. Nos próximos dias 13, 14, 20, 21, 23 e 24 de dezembro, quem passar pela Avenida Nova Resende, em Campos Elíseos ou pelo calçadão da Cidade Alegria, próximo à DPO, poderá conferir e adquirir produtos de qualidade produzidos por artesãos resendenses.

De acordo com o secretário municipal de Indústria, Comércio e Turismo, Tiago Diniz, são aguardados entre 35 e 40 artesãos em Campos Elíseos e mais 15 no bairro Cidade Alegria. Eles ficarão dispostos em tendas, nas quais poderão organizar seus produtos dos mais diversos tipos: peças de crochê, artesanato em feltro, sabonetes artesanais, velas, laços, tiaras, móveis artesanais sustentáveis, além das peças temáticas de natal.

- Nosso principal objetivo é fomentar a produção e incentivar o comércio local, abrindo espaço para que o produto desses artesãos fique cada vez mais próximos da população. Com isso, a economia acaba girando dentro do próprio município. A gestão municipal vai continuar buscando maneiras de incentivar os artesãos e buscando meios de consolidá-los diante da população de Resende – explica o secretário.

Os artesãos ficarão disponíveis, geralmente, em horário comercial durante os dias estipulados neste fim de ano. Tiago também revelou que já está em curso o planejamento de um calendário especial para reafirmar a presença dos artesãos da cidade no comércio local. “No ano de 2020 teremos novidades para esses profissionais e para a clientela. Estamos nos organizando, buscando meios de fazer essa parceria crescer cada vez mais”, concluiu.

PARCERIAS - A Prefeitura de Resende está com uma programação de fim de ano aos sábados, em vários pontos da cidade, com música ao vivo de muita qualidade, com o objetivo de estimular a circulação de pessoas e o consumo nos estabelecimentos comerciais. A ação é promovida através de uma parceria entre a Fundação Casa da Cultura Macedo Miranda, a secretaria Municipal de Industria, Comércio e Turismo e a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas). O calendário prevê o bairro Paraíso, no dia 07/12, Manejo, no dia 14, e Cidade Alegria, no dia 21.

VOLTA REDONDA - Artesãos de vários municípios da região participaram nesta quinta-feira, dia 5, no auditório da Biblioteca Municipal Raul de Leoni, na Vila Santa Cecília, em Volta Redonda, da abertura do I Encontro Regional de Artesanato do Médio Paraíba. O evento é organizado pela Prefeitura, por meio das secretarias de Cultura (SMC) e de Políticas para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos (Smidh), em parceria com o Sebrae.

“Volta Redonda oferece atualmente quatro feiras fixas e com calendário pré-definido: Circuito Arigó, Feira de Artes e Artesanato do Aterrado, ArtZoo e Feira da Vila. Elas promovem a inclusão dos coletivos de artesanato da cidade e de artesãos independentes. Investimos e continuaremos trabalhando para valorizar cada vez mais os artesãos daqui e essa integração com os de outros municípios é fundamental para crescermos como região”, afirmou o prefeito Elderson da Silva, o Samuca (PSDB).

A programação começou às 10h com a palestra “Confiança Criativa”. Em seguida, foi a vez do tema “Empreendendo de Forma Criativa e Solidária”, com articuladores regionais para o desenvolvimento econômico do Núcleo de Pesquisa em Economias Plurais da Universidade Federal Fluminense (NuPEP-UFF). Na parte da tarde, a capacitação contou com mentoria de negócios e articulação popular na construção de políticas públicas para o artesanato.

“Antes, eu fazia alguns trabalhos em bairros, porque já existiam os coletivos e as feiras particulares. Depois, vieram aberturas da prefeitura e comecei a me interessar. Ajuda muito, porque Volta Redonda sempre foi conhecida pelo turismo de negócios. E o próprio estado abrindo o turismo, as cidades se unindo, nos vales do Paraíba e do Café, estão ajudando muito Volta Redonda”, ressaltou a artesã Roseli Costa, moradora da Vila Mury, que atua há 18 anos trabalhando com pintura de latas e pratos e faz parte do Coletivo Artesanal e Talento.

PROJETO ARIGÓ – Durante o evento foi lançado o Projeto Arigó, que propõe que o pássaro seja abraçado como símbolo do artesanato na cidade. A ideia é que, a partir da palestra, sejam desenvolvidas propostas de souvenires da cidade.

A iniciativa propõe o fomento ao artesanato da cidade e a proposta é de valorização da identidade do município com a produção de peças com a temática central do Arigó e de outros lugares de memória da cidade.

A programação do encontro segue nesta sexta-feira (06/12), das 9h às 20h, com o Intercâmbio Artesanal do Médio Paraíba, onde os artesãos vão expor e comercializar seus produtos. A expectativa é que 70 artesãos participem do evento, atraindo um público de 800 pessoas.

CADASTRO - O Mapeamento de Artesãs e Artesãos do Município de Volta Redonda conta hoje com 917 artesãos cadastrados. Destes, 36,8% estão cadastrados pelo Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro e possuem a Carteira Nacional de Artesão.

Sobre as relações de produção e comercialização dos produtos, 38,5% se organizam coletivamente em grupos que tem uma identidade, majoritariamente comunitária, ou seja, os coletivos tem por característica uma organização por bairro. Hoje, a cidade conta com 10 coletivos.

Há também, por parte da ação independente dos artesãos, um mapeamento com artesãs e artesãos que têm a intenção de possuir a Carteira Nacional de Artesão, número que chega a 108 pessoas.

BARRA MANSA - A tradicional Mega Feira de Artesanato de Barra Mansa inicia nesta sexta-feira (06/12) e finaliza no dia 24 de dezembro, véspera do Natal. A Prefeitura Municipal de Barra Mansa promove a ação por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação, e procura intensificar neste mês de dezembro a economia criativa da cidade. A produção dos itens conta com a participação de 80 artesãs, que se concentram na Praça da Matriz de São Sebastião, no Centro, no horário de 9h às 19h e nos dias 06, 13, 16 e 19 também na Gare da Estação, de 9h às 19h.

A expectativa dos organizadores é que a feira atraia uma média de 10 mil pessoas, com estimativa de retorno financeiro de aproximadamente 5 mil reais. A Gerente de Turismo e Presidente da Instância de Governança Vale do Café (IGR), Bhella Santos, detalhou o objetivo da iniciativa. “Estamos preparando dias intensos de artesanato com oficinas nas praças. Temos a expectativa de que as artesãs vendam toda a mercadoria e a atividade seja um sucesso”, pontuou.

Bhella Santos informou ainda que as artesãs que não estão integradas a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, para participarem de eventos, podem procurar a Pasta que funciona no segundo piso da Prefeitura, de segunda a sexta-feira, de 9h ao meio-dia e 14h às 16h30min, com documento de identificação, com foto.

ESTAÇÃO - Além das atrações expostas na Praça da Matriz de São Sebastião, ocorrem neste mês também, momentos na Gare da Estação. O intuito de compartilhar a ação em uma outra localidade serve para consolidar o espírito natalino em diferentes pontos da cidade e alcançar um maior número de comerciantes.

A Feira na Gare será semelhante a promovida próxima a Igreja e acontece nos dias 06, 13, 16 e 19, de 9h às 19h.

Anúncio Geleias.jpg

Postagens Recentes

® Copyright
bottom of page