top of page

SUSPEITA DE FRAUDE ANULA ELEIÇÃO DO FUNCIONALISMO

Lacre da urna foi violado, atas de duas urnas desapareceram e folhas de outras duas atas foram extraviadas

Foto: Arquivo

O servidor aposentado Moisés Antunes foi um dos que decidiram pela anulação da eleição


Uma suspeita de fraude eleitoral foi motivo suficiente para que as três chapas que concorrem à Direção e ao Conselho Fiscal do Sindicato dos Funcionários Públicos do Município de Volta Redonda (SFPMVR) decidissem pela suspensão da apuração e, posteriormente pela anulação da eleição, que aconteceu de 8h às 18h, nesta segunda-feira (15/04), e está prevista para acontecer novamente dentro de 45 dias, ou seja, apenas no dia 4 de junho. Entre os problemas identificados, o lacre da urna de número nove havia sido violado, as atas das urnas dois e cinco estavam faltando, bem como algumas folhas das atas de votação das urnas quatro e nove desapareceram, sendo percebidos pela comissão de eleição e fiscais das chapas, durante a apuração dos votos, conforme relatado na ata de anulação da eleição, assinada por cinco membros da Comissão Eleitoral, e três representantes das chapas.

Segundo o fiscal eleitoral Luciano Nascimento, da Chapa 3, e que tem como candidato a presidente Luiz Fernando Pereira - que é ex-vice-presidente da entidade -, das 10 urnas apenas cinco tiveram as atas apresentadas. "Percebemos que havia algo errado e pedimos a suspensão da apuração. Imediatamente foi percebido que os lacres das urnas também haviam sido violados, o que nos levou a exigir a anulação da eleição", disse Luciano.

Numa mensagem enviada com uso de aplicativo de comunicação instantânea pelo servidor aposentado, Moisés Antunes, representante da Chapa 1, cujo candidato é o atual presidente do sindicato, Ataíde de Oliveira, de um total de 2.793 servidores sindicalizados e aptos a votar, apenas 725 teriam se apresentado, e mais da metade não tinham comprovação em razão do desaparecimento de folhas das atas. "Ao confirmarmos que havia algo suspeito, optamos por solicitar a suspensão da eleição e pela imediata remarcação de nova eleição", disse Moisés na mensagem de áudio.

A reportagem tentou contato com integrantes da Chapa 2, cujo candidato é o servidor público Ronaldo Rodrigues, ex-chefe de gabinete da ex-vereadora América Tereza (MDB). No entanto, tanto ele quanto outros membros da chapa foram localizados para comentar a decisão de anulação da eleição, até o fechamento da reportagem.

Veja abaixo a reprodução da cópia da Ata de Anulação da Eleição:


Anúncio Geleias.jpg

Postagens Recentes

® Copyright
bottom of page