top of page

FORTES CHUVAS DE DOMINGO CAUSAM TRANSTORNO E MEDO

Moradores utilizaram as redes sociais para transmitir os estragos e transtornos provocados por alagamentos nas principais vias da cidade

Reprodução: Site ClimaTempo

As fortes chuvas que caíram na noite deste domingo (17/03), em Volta Redonda, colocaram a Defesa Civil e demais órgãos da Prefeitura de Volta Redonda em alerta máximo. Moradores utilizaram as redes sociais para transmitir os estragos e transtornos provocados por alagamentos nas principais vias da cidade.

O site Clima Tempo divulgou informações sobre a precipitação de fortes chuvas na região dos municípios de Volta Redonda, Barra Mansa, Barra do Piraí, Pinheiral, Piraí, Paracambi, entre outros. No caso de Volta Redonda, o mapa do radar meteorológico determinava fortes chuvas sobre a região do Candelária, Voldac, Niterói, Barreira Cravo, Aterrado, Santo Agostinho, Caieira, Parque do Contorno, Nova Primavera, Vila Americana, Água Limpa, Jardim Amália I e II, entre outras localidades do entorno.

A primeira pancada de chuva teve início por volta de 19 horas, provocando transtornos em moradores dos bairro Santo Agostinho, Vila Santa Cecília, Centro, Jardim Amália I, e nas avenidas Amaral Peixoto, Prefeito Nelson Gonçalves e dos Trabalhadores. A segunda sequência de chuva começou aproximadamente às 22 horas, e voltou a assustar moradores das mesmas localidades, uma vez que as águas ainda não haviam baixado.

Reproduções: Redes Sociais

Água da chuva alagou as ruas dos bairros Parque do Contorno e Nova Primavera

Avenida Francisco Crisóstomo Torres, acesso ao bairro São Sebastião, foi atingida por deslizamento de terra e interrompeu a passagem de carros de passeio e ônibus

Veículos ficaram submersos pelas águas das chuvas, no bairro Santo Agostinho, para desespero dos moradores

Avenida dos Trabalhadores, na Vila Santa Cecília, ficou inundada, deixando pessoas ilhadas nos pontos de ônibus

Isabele Fernandes, moradora na Rua Marina Godoy Barreira Cravo, no bairro Voldac, mais uma vez enfrentou o problema de alagamento em sua residência. O caso, segundo ela, é enfrentado pelos moradores da localidade desde o ano de 2008.

Uma obra de reparo da rede de águas pluviais foi iniciada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, há quase três meses, mas continua sem conclusão. Apesar disso, o alagamento da via foi filmado e fotografado pela moradora para integrar um 'dossiê', que ela afirma estar elaborando para cobrar na justiça reparação por perdas, danos, entre outras ações.

Alagamento na Rua Marina Godoy, no bairro Voldac, continua causando transtornos e prejuízos aos moradores da localidade


NOTA PREFEITURA DE VOLTA REDONDA O temporal com seguidas pancadas de chuva durante toda a noite deste domingo (17/03), ocasionou problemas em alguns bairros da Volta Redonda. A Defesa Civil, secretarias municipais de Infraestrutura, Ação Comunitária, Fundo Comunitário Municipal (Furban), Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae-VR), Guarda Municipal, além de outras estruturas da prefeitura, estão desde o começo das chuvas, nas ruas da cidade, dando assistência aos atingidos.

Fotos: Divulgação/Secom-VR

Secretário de Infraestrutura, Antônio Tavares, o 'Toninho Oreste', acompanhou de perto os trabalhos durante a noite e madrugada

Na região do Caieira e Cailândia, pelos menos 15 casas foram alagadas em função de uma canaleta de escoamento que transbordou. As famílias foram levadas para uma igreja no Bairro e estão sendo assistidas pela SMAC. A Vila Santa Cecília , Santo Agostinho e São Luiz também foram afetados pelo Temporal. No bairro São Sebastião houve deslizamento de terra no acesso ao Bairro São Luiz o que impediu a tráfego no local. A SMI desobstrui a passagem no começo dessa madrugada e pela manhã, realizará a limpeza do local Falta de água O Temporal também causou queda de energia nas bombas de de abastecimento do Saae. A consequência foi o aumento da pressão numa importante rede o que ocasionou o rompimento da tubulação embaixo do viaduto no bairro Aero Clube. As equipes do Saae já iniciaram a recuperação, mas pode haver redução na distribuição para os bairros Água Limpa, Morro do Caviana, Santo Agostinho, Nova Primavera e Parque do Contorno. A qualquer momento, a população pode ligar para a defesa civil 199 e para os Bombeiros 193.

Anúncio Geleias.jpg

Postagens Recentes

® Copyright
bottom of page