top of page

CURSO GRATUITO DE AGRONEGÓCIOS É OFERECIDO POR SINDICATO RURAL

Entidade segue com inscrições abertas dia 14; unidade é o único polo do curso no Sul Fluminense

Foto: Revista Exame

O setor agropecuário assumiu um papel essencial na economia: é a área que mais cresce no Brasil. Todo este desenvolvimento demanda, cada vez mais, mão de obra qualificada e em dia com as tendências do mercado. Com o objetivo de formar profissionais que, não apenas atendam, mas excedam os requisitos do setor, o Sindicato Rural de Barra Mansa, em parceria com o Senar, oferece gratuitamente o curso técnico em Agronegócio.

As inscrições para o curso técnico em Agronegócio vão ser encerradas na próxima quinta-feira (14/02). Elas podem ser feitas pela internet ou na sede do Sindicato Rural de Barra Mansa. São disponibilizadas 40 vagas gratuitas, oferecidas primeiramente para produtores rurais, seus funcionários e familiares e, o restante para o público em geral.

O curso é semipresencial e tem duração de dois anos. Os encontros são semanais, aos sábados, na sede da entidade, no bairro Ano Bom, em Barra Mansa. O polo do município é o único no Sul Fluminense a oferecer a formação, que é totalmente gratuita, incluindo o material didático e as visitas técnicas.

“É importante ressaltar que todos os documentos exigidos devem ser inseridos no momento da inscrição no site. Infelizmente, não é possível a correção de dados no sistema posteriormente. Por isso, é importante ler o edital com atenção, providenciar os documentos e daí acessar o site para se inscrever”, finaliza Juliana Viana, coordenadora do Sindicato Rural de Barra Mansa.

Em cada nova turma é possível observar o potencial dos alunos para diferentes segmentos do setor. Alguns escolhem até ir além da porteira da propriedade rural, abraçando a vertente empreendedora da formação. É o caso dos sócios Ângela Duque e Edson Félix que decidiram que sua vocação estava na consultoria.

“O curso não nos proporcionou apenas conhecimento, como também produziu inúmeros questionamentos sobre a forma com que manejamos a natureza enquanto produtores rurais. Desta forma, fazendo uso dos componentes de empreendedorismo, inovação tecnológica etc., decidimos atuar e contribuir para o futuro do planeta com projetos de proteção às nascentes”, contou Ângela.

Para Edson, a ideia colocada em prática é uma prova da aplicabilidade do curso técnico em Agronegócio dentro e fora das propriedades rurais. “Logo, o projeto se tornou uma empresa, hoje chamada A&E Consultoria em Agronegócio e Projetos Ambientais. A nossa temática é atual e de importância fundamental para garantir a sobrevivência das gerações futuras”, declarou.

No momento, os sócios estão concentrados no projeto-piloto em uma fazenda da região para que, com os resultados do trabalho em mãos, possam oferecer seus serviços à empresas públicas, que são o público-alvo da A&E.

Outro grande exemplo de ex-aluno que foi além da porteira para encontrar sua vocação é Marco Duarte. Hoje membro da Comissão Julgadora das propostas de venda da merenda escolar em Tremembé (SP), Marco trabalha com chamadas públicas da Agricultura Familiar.

“A formação técnica em Agronegócio foi um divisor de águas na minha profissão. No meu município, nós temos dois assentamentos de reforma agrária, um total de aproximadamente 150 famílias. O diálogo com esse público sempre foi difícil, mas o curso me ajudou a entender melhor a realidade daquelas pessoas. Pude compreender o processo de produção, termos de cadeia, técnicas, manejo e legislação. Foi excepcional para demonstrar o estado da arte em termos de Agronegócio”, revelou.

Marco contou ainda que, após a formação, foi convidado pela diretoria de Agricultura do município para auxiliar em inúmeros trabalhos, como o Plano Diretor Sustentável de Agricultura e Meio Ambiente, o Conselho de Segurança Alimentar e o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural.

“Sou extremamente grato a toda a equipe do Sindicato Rural de Barra Mansa e do Senar por ter feito uma diferença tão grande na minha vida profissional. Recomendo o curso para todos, sem distinção”, completou Marco Duarte.

Para outras informações, os interessados devem entrar em contato com o sindicato presencialmente, ou pelo telefone (24) 3323-1139.

Anúncio Geleias.jpg

Postagens Recentes

® Copyright
bottom of page