top of page

VOLTA REDONDA OFERECE VACINA CONTRA HEPATITE

Secretaria de Saúde também realizou o teste-rápido para saber se a pessoa tem a doença; hepatites são transmitidas pelo sangue e a hepatite B é sexualmente transmissível.


No dia 28 de julho é comemorado o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais. E para reforçar a importância da prevenção, a Prefeitura de Volta Redonda, por meio da secretaria municipal de Saúde (SMS), realizou a vacinação contra a doença, na Praça Sávio Gama, em frente a prefeitura. Durante a ação, que aconteceu nesta sexta-feira (27/07), também foi realizado o teste-rápido para saber se a pessoa tem a doença. As hepatites são transmitidas pelo sangue e a hepatite B é sexualmente transmissível.

Conforme explicou a enfermeira responsável pela área técnica de hepatites virais da SMS, Anna Beatriz de Avellar Melo, a vacina também é disponibilizada em todas as 44 UBSF (Unidades Básicas de Saúde da Família) e no CDI (Centro de Doenças Infecciosas, no Aterrado).

“Tem muita gente que tem hepatite e não sabe. A previsão do Ministério da Saúde é de que cerca de 1% da população tenha hepatite B e que outros 1,5% tenham a hepatite C. É uma doença silenciosa, por isso a importância de se prevenir”, explicou a enfermeira, acrescentando que os dois tipos de hepatites agridem o fígado, além de afetar outros órgãos.

O secretário de Saúde de Volta Redonda, Alfredo Peixoto, fez um alerta à população. “Prevenir é sempre melhor do que remediar. Eu recomendo a população que se previna. A vacina contra hepatite e outras vacinas também serão disponibilizadas neste sábado durante o evento Prefeitura + Presente, que será realizado no bairro Vila Brasília. Quem puder comparecer, vá e se previna ou então procure uma UBSF próximo a sua residência”, destacou Alfredo Peixoto.


Dados da Hepatite em Volta Redonda


Conforme registros da SMS Volta Redonda possui 852 pessoas cadastradas no CDI (Centro de Doenças Infecciosas). Destas, apenas 160 fazem uso dos medicamentos e do tratamento. E deste número, 5 pessoas não atingiram a cura e a doença já progrediu para o fígado. “Quanto mais cedo a pessoa fizer o exame e começar a se cuidar, maiores serão as chances de cura”, frisou a responsável pela área técnica de hepatites virais da SMS, Anna Beatriz de Avellar Melo.

Adão José Batista, assistente técnico, estava passando pelo Aterrado e parou para se vacinar. “Eu tenho 64 anos e já tomei todas as vacinas que eu precisava. Tomei a vacina da gripe, contra a febre amarela e agora vou tomar essa contra a hepatite também. Prevenir é sempre bom”, comentou Adão.

A dona de casa Mariete Lacerda dos Santos Silva também se preveniu. “A gente não pensa na doença até ela aparecer, então se existe uma vacina que a gente pode tomar para prevenir, vamos se prevenir”, disse.


Como se prevenir?

Use sempre preservativos; nunca compartilhe agulhas, canudos e cachimbos; exija a utilização de materiais esterilizados ou descartáveis em serviços de saúde, salões de beleza; se fizer tatuagem ou colocar piercing.


CDI (Centro de Doenças Infecciosas)

Rua Dionéia Andrade Faria, 329, Aterrado, Volta Redonda.

Telefone: (24) 3339-2056


O exame é feito gratuitamente no CDI, das 7h às 9h, e também nas Unidades Básicas de Saúde da Família.


Anúncio Geleias.jpg

Postagens Recentes

® Copyright
bottom of page